Loading...

Plantas medicinais para o sistema nervoso

Tratar do nosso estado emocional é algo que requer um trabalho holístico e multidisciplinar. Yoga, meditação, exercício físico, alimentação equilibrada, psicoterapia, reiki, shiatsu… podemos e devemos optar por um conjunto de ferramentas que nos equilibrem e nos ajudem a estar em harmonia e serenos.

Uma dessas ajudas pode ser a Fitoterapia – a utilização de plantas medicinais na prevenção e no tratamento dos desequilíbrios da saúde. 

[ FITOTERAPIA ]

phito = planta

therapia = tratamento

Neste artigo deixo-vos algumas opções de plantas medicinais a que podemos recorrer para equilibrar os estados de ansiedade, nervosismo ou desânimo.

> Lavanda (Lavandula angustifolia)

Indicada para ansiedade, nervosismo, insónias e palpitações.

Nota: é hipotensora (baixa a tensão arterial)

> Passiflora (passiflora incarnata)

Indicada para insónias (por excesso de actividade mental), tem um efeito sedante, analgésico e anti-espasmódico.

> Cidreira (Melissa officinalis L.)

Indicada em palpitacões e insónias.

Tem um efeito sedante e é útil em dores de estômago de origem nervoso.

> Tília (Tilia cordata Mill.)

Indicada para ansiedade e insónia leve.

Nota: estimula levemente o sistema imunológico.

> Valeriana (Valeriana officinalis L.)

indicada para insónias; efeito sedante e espasmolítico, indicada no caso de dores de cabeça de origem nervoso.

Nota: a Valeriana interage com outros medicamentos, informe-se bem antes de começar a tomar.

> Hipericão (Hypericum perfotatum L.)

Efeito anti-depressivo de acção lenta, útil em apatia.

Nota: esta planta interage com diversos medicamentos, incluindo anti-depressivos e contraceptivos orais.

> Ginseng Siberiano (Eleutherococous s.)

Adaptogénico – promove o aumento da resistência face a diversos tipos de stress – e aumenta a capacidade mental (memória e concentração).

> Tomilho e Alecrim (Thymus Vulgaris e Rosmarinus officinallis)

Indicadas para estados depressivos e apáticos (são ricas em lítio) mas simultaneamente são estimulantes, por isso não convém tomá-las depois das 17h, para não afectar o sono.

Texto de: Maria João Vida

> Atenção às interacções das plantas com medicamentos <

Consultem previamente um naturopata ou herbalista antes de tomarem preparados de fitoterapia caso tomem medicamentos ou no caso de gravidez e/ou aleitamento.

Descubra também:

Passe palavra e ajude-nos a cuidar das pessoas da sua vida!